FADIGA OCULAR REGRA 20-20-20 PODE AJUDAR

FADIGA OCULAR REGRA 20-20-20 PODE AJUDAR – Dispositivos eletrônicos, como os computadores e tablets, seja no trabalho ou no lazer, estão totalmente ligados ao nosso dia a dia, e hoje é difícil imaginar que alguém consiga viver sem eles.

Esses equipamentos, sem dúvida, trouxeram muitos benefícios para todos, e são tantos que às vezes nem nos damos conta de quanto tempo passamos olhando para eles. E claro que, como toda atividade feita em excesso, passar horas olhando para uma tela iluminada irá obrigar você a forçar os olhos e causar o problema de visão conhecido como fadiga ocular.

Para prevenir esse quadro, o ideal é passar menos tempo olhando para telas eletrônicas. Porém, determinadas atividades profissionais exigem longos períodos em frente ao computador.

Para esses casos, felizmente, existem formas de se prevenir a fadiga ocular e uma das mais eficazes é a regra 20-20-20. Se você não a conhece, fique tranquilo! A seguir vamos explicar como ela funciona.

 

Regra 20-20-20 e a fadiga ocular

Antes de entrarmos propriamente nesta regra, é preciso deixar claro do que se trata a fadiga ocular. Conheça abaixo alguns de seus sintomas mais comuns:

Sintomas da fadiga ocular

  • lacrimejamento
  • visão turva/embaçada
  • olhos secos
  • dores de cabeça
  • vermelhidão nos olhos

Se você costuma vivenciar alguns desses sintomas, é possível que esteja sofrendo de fadiga ocular. Nesse caso, aplicar a regra 20-20-20 certamente irá lhe trazer benefícios e qualidade para sua visão.

 

Mas o que é a regra 20-20-20?

Está uma regra muito simples e tem esse nome porque estabelece que a cada 20 minutos passados ​​olhando para uma tela, a pessoa deve desviar o olhar para algo a aproximadamente seis metros de distância e fixar a visão por 20 segundos.

A regra 20-20-20 foi projetada pelo optometrista californiano Jeffrey Anshel como um lembrete fácil para fazer pausas e evitar cansaço visual.

Seguir esses preceitos é também uma ótima maneira de se lembrar de fazer pausas frequentes. Além disso, sentar-se na mesma posição por um longo tempo tem outros efeitos nocivos para o corpo. Por exemplo, pode causar dor no pescoço, costas ou ombro. Especialistas da área de saúde são unânimes em afirmar que quem passa o dia sentado deve se levantar e andar periodicamente, para evitar dores nas costas e no pescoço.

Sendo assim, que tal reduzir o cansaço visual causado pela observação de telas digitais por muito tempo e também movimentar-se um pouco sempre que aplicar a regra 20-20-20?

 

Métodos para colocar a regra 20-20-20 em prática:

Ficar por muito tempo olhando fixamente para telas eletrônicas é prejudicial a sua visão.
  • Programe em seu relógio de pulso ou celular um alarme que dispare a cada 20 minutos enquanto estiver trabalhando. Isso servirá como um lembrete para fazer uma pausa.
  • Pesquise na internet aplicativos de contagem de tempo. Já existem APP’s desenvolvidos especificamente para ajudar as pessoas a seguir a regra 20-20-20. Os aplicativos ProtectYourVision e eyeCare são alguns exemplos.
  • Olhe pela janela durante os intervalos de 20 segundos. Descobrir a distância ideal de seis metros aproximados olhando a janela pode ser um pouco difícil, mas foque em uma árvore ou um poste de luz do outro lado da rua; eles normalmente estão a uma distância próxima disso. No caso de andares altos, escolher prédios vizinhos é uma solução.
  • Mas se nenhum dos casos acima se aplica a você, como alternativa, feche os olhos por 20 segundos a cada 20 minutos. Além disso, lembrar-se de piscar pode impedir o olho seco e incentiva a produção de lágrimas.

 

Evidências acerca da eficácia da regra 20-20-20

Apesar de existirem poucas pesquisas científicas que testem a eficácia da regra 20-20-20, tanto a American Optometric Association, quanto a American Academy of Ophthalmology, dois dos mais respeitados órgãos ligados à oftalmologia nos Estados Unidos, a recomendam como uma maneira de reduzir o cansaço visual.

Além disso, as pesquisas feitas apresentam resultados muito favoráveis. Os resultados de um estudo de 2013, envolvendo 795 estudantes universitários, apontou que aqueles que se focavam periodicamente em objetos distantes, enquanto usavam o computador, tinham menos sintomas da síndrome da visão computacional, ligada à fadiga ocular, que incluem cansaço visual, lacrimejamento ou olhos secos e visão turva.

Confira as lentes que trabalhamos:

 

Fonte: Central Oftálmica