ENTENDA AS PRINCIPAIS CAUSAS DE RESSECAMENTO DOS OLHOS

ENTENDA AS PRINCIPAIS CAUSAS DE RESSECAMENTO DOS OLHOS –  As lágrimas são substâncias aquosas, produzidas constantemente pelas glândulas lacrimais. Elas lubrificam e protegem os olhos contra agressões externas, e são formadas por água, sais minerais, proteínas e gorduras. É por isso que piscamos: para espalhar o filme lacrimal por toda a superfície dos olhos.

Em algumas pessoas pode acontecer o ressecamento dos olhos, provocando desconforto, vermelhidão, coceira, ardor e sensação de areia nos olhos. Esses são sintomas da síndrome dos olhos secos, que acontece devido à deficiência aquosa do filme lacrimal ou à evaporação excessiva. Essa última está ligada à deficiência de mucina ou disfunção das glândulas de Meibomius.

Entenda quais são as principais causas de ressecamento dos olhos.

Fatores ambientais desfavoráveis – ENTENDA AS PRINCIPAIS CAUSAS DE RESSECAMENTO DOS OLHOS

O ambiente é um fator importante para o ressecamento dos olhos. O clima seco, o vento e o Sol provocam uma combinação perigosa para a evaporação excessiva.

A fumaça do cigarro, a poluição, o ar condicionado e aquecedores, a longa exposição a telas de computadores, televisão, tablets e celulares também provocam o ressecamento dos olhos. A combinação de dois ou mais fatores em pacientes com a síndrome dos olhos secos, pode ser determinante para o uso do colírio.

Queimaduras químicas e o ressecamento dos olhos – ENTENDA AS PRINCIPAIS CAUSAS DE RESSECAMENTO DOS OLHOS

Algumas profissões ou situações domésticas tornam as pessoas mais propensas a queimaduras químicas. Ou seja, pessoas expostas a produtos químicos, vulneráveis a acidentes industriais ou domésticos devem ter cuidados redobrados com os olhos.

As queimaduras químicas são associadas aos casos mais graves de ressecamento dos olhos, podendo até mesmo levar à destruição da superfície ocular.

Efeitos colaterais de medicamentos

Alguns medicamentos podem provocar o ressecamento dos olhos. Entre eles estão:

  • Antidepressivos;
  • Tranquilizantes;
  • Remédios para dormir;
  • Pílulas anticoncepcionais;
  • Descongestionantes;
  • Anti-histamínicos;
  • Alguns anestésicos;
  • Medicamentos para transtornos digestivos;
  • Medicamentos para a hipertensão arterial.

Esse é um fator que será identificado pelo médico oftalmologista durante a consulta, quando o paciente informará sobre todos os medicamentos que faz uso.

Envelhecimento natural do corpo

Assim como todo o restante do corpo, a produção de lágrimas também sofre os impactos do envelhecimento do corpo. Naturalmente, uma pessoa com 65 anos produz 60% menos lágrimas que aos 18 anos. A estimativa é que as pessoas com mais de 65 anos, que vivem com a Síndrome dos Olhos Secos, somam cerca de 15% a 40% da população. Entre as mulheres na menopausa, o problema pode ser agravado devido à variação hormonal.

Em todas essas situações, o médico oftalmologista estará preparado para diagnosticar o problema, determinar suas causas e sugerir um plano de tratamento. É importante que todo incômodo ocular ou visual seja investigado. Por isso, o oftalmologista deve ser seu principal aliado para corrigir o ressecamento dos olhos.

Jamais use colírios sem orientação médica ou em doses superiores às recomendadas. A Síndrome dos Olhos Secos tem tratamento e o seu sucesso depende diretamente da dedicação e cuidado com os olhos.

Evite a exposição a fatores agressivos, como vento, poeira e produtos químicos. Evite ambientes muito secos e use aparelhos para umidificar o ar quando necessário. Por fim, mantenha-se bem hidratado e sempre beba muita água.

Fonte: Ministério da Saúde

Você também poderá está procurando por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *