É POSSÍVEL PREVENIR A HIPERMETROPIA, ASTIGMATISMO E MIOPIA?

É POSSÍVEL PREVENIR A HIPERMETROPIA, ASTIGMATISMO E MIOPIA? – As doenças refrativas — miopia, hipermetropia e astigmatismo — são os principais motivos para as pessoas usarem lentes corretivas. Muitas delas são diagnosticadas ainda crianças, durante a fase de alfabetização. Mas essas doenças podem mostrar sinais mais tarde, já que o corpo termina seu desenvolvimento no final da adolescência.

Por mais que os óculos sejam charmosos, muitas pessoas acabam se cansando deles. E nesse momento, começam a se questionar se é possível prevenir a hipermetropia, astigmatismo e miopia. Por exemplo, tem algo que eu poderia fazer para evitar esses problemas? Ou eu posso fazer algo para que meus filhos não as tenham?

Para te ajudar a solucionar essas perguntas, preparamos um conteúdo completo. Leia este texto até o final e entenda.

O que são hipermetropia, astigmatismo e miopia? – É POSSÍVEL PREVENIR A HIPERMETROPIA, ASTIGMATISMO E MIOPIA?

Essas três condições estão dentro de um grupo chamado doenças refrativas. Isso porque elas estão ligadas à dificuldade de refração da luz dentro dos olhos. Ou seja, quando a luz passa pelo cristalino, ela deveria ser projetada no fundo da retina para que pudesse ser interpretada com nitidez pelo cérebro. Mas quando a pessoa tem uma dessas doenças, isso não acontece. Por isso, as pessoas enxergam imagens embaçadas.

Como as doenças refrativas se desenvolvem?

Como dissemos, muitas pessoas são diagnosticadas ainda na infância. Esse é um reflexo do fato de que as doenças refrativas têm origem genética. Ou seja, se os pais ou avós têm essas condições, é provável que os filhos e netos também as tenham. Nesse ponto, podemos concluir que não é possível prevenir a hipermetropia, astigmatismo e miopia.

Mas a realidade é que essas doenças também podem surgir por causa de cirurgias e procedimentos que possam alterar o formato do globo ocular.

Mas, afinal, é possível prevenir a hipermetropia, astigmatismo e miopia?

A resposta para essa pergunta está diretamente ligada à causa dessas condições. Ou seja, na maioria das vezes, não é possível, visto que a causa é genética. Mas,  se for o caso de uma cirurgia, a resposta é um pouco mais complexa. Isso porque nenhum médico faz um procedimento com a intenção de provocar esse tipo de consequência. Entretanto, muitas vezes esse pode ser um acontecimento pequeno frente às melhorias que a cirurgia pode provocar. Por isso, o mais importante antes de submeter-se a esse tipo de tratamento é ter uma conversa franca sobre as expectativas e possíveis desdobramentos da cirurgia.

É verdade que a miopia desaparece com a idade?

Existem muitos casos de pessoas míopes que eram dependentes dos óculos, mas que passaram a enxergar melhor depois dos 40 anos. O que acontece nessas situações é o surgimento da presbiopia, ou vista cansada. Como essas são condições opostas, elas acabam se anulando e devolvendo a acuidade visual aos pacientes. Mas isso não significa que é possível prevenir a hipermetropia, astigmatismo e miopia. Esse é um processo natural do corpo que beneficia apenas os pacientes diagnosticados com a última dessas doenças. E nem assim é possível prever que os olhos voltarão ao normal completamente.

Se você já ouviu por aí que é possível prevenir a hipermetropia, astigmatismo e miopia, desconfie. Existem diversas terapias naturais que alegam possuir métodos para fazer isso. Mas a verdade é que seus resultados ainda não puderam ser comprovados cientificamente.

Fonte: Ministério da Saúde

Você também poderá está procurando por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *