CIRURGIA DE CATARATA: 4 MOTIVOS PARA FAZER O QUANTO ANTES

CIRURGIA DE CATARATA: 4 MOTIVOS PARA FAZER O QUANTO ANTES – A catarata é a maior causa de cegueira reversível do mundo. Ela acontece porque o cristalino, uma lente transparente do olho, fica cada vez mais opaca graças ao acúmulo de proteínas.

Seus primeiros sintomas são os borrões na visão e dificuldade em enxergar, podendo comprometer totalmente esse sentido.

Felizmente, há a cirurgia de catarata para corrigir esse problema. Mais do que recorrer a esse procedimento, vale a pena fazê-lo o quanto antes. A seguir, veja o por que buscar essa solução no menor tempo.

1. Já não é necessário esperar a progressão da doença – CIRURGIA DE CATARATA: 4 MOTIVOS PARA FAZER O QUANTO ANTES

Um dos motivos para operar o quanto antes é que, com as técnicas modernas, já não é exigido que a catarata fique “madura”. Antigamente, a remoção do cristalino acontecia com uma grande incisão, que exigia que o centro estivesse bem duro — o que só acontece com a progressão da doença.

Atualmente, a cirurgia a laser não exige isso, de modo que o procedimento pode ser realizado logo no começo do diagnóstico. Como não há chance de retorno da doença, essa operação garante que o paciente se livre da condição logo cedo.

2. Há um aumento na qualidade de vida com a cirurgia de catarata – CIRURGIA DE CATARATA: 4 MOTIVOS PARA FAZER O QUANTO ANTES

Porém, o diagnóstico não exige operação imediata. Não sendo de urgência, é possível esperar. Nesse sentido, a qualidade de visão e de vida determinam o melhor momento para a operação.

Quando se espera demais para realizar o procedimento, há um intenso comprometimento da visão, tornando difícil a realização de atividades como ler ou dirigir. Isso afeta a qualidade de vida e, principalmente, a segurança.

Associando isso a outros problemas da idade mais avançada, como a falta de mobilidade, aumenta os riscos de acidentes. Por isso, fazer a cirurgia de catarata o quanto antes é importante para corrigir esse ponto.

3. Ocorre menor trauma cirúrgico com a cirurgia feita em momento adequado

Quando a catarata está mais avançada, o procedimento tende a causar mais impactos cirúrgicos. Embora a técnica e os riscos sejam os mesmos, a recuperação normalmente exige maiores cuidados e, eventualmente, mais tempo.

Há, ainda, uma questão de adaptação. Ao demorar muito para submeter-se a esse tratamento, o paciente se acostuma a não enxergar totalmente. A visão amplificada após o processo pode gerar dificuldades iniciais, inspirando mais cuidados. Por isso, antecipar-se é uma forma de evitar esses problemas.

4. Há menos chances de fatores complicadores para o procedimento

Em geral, a catarata é uma doença que acomete, com maior intensidade, pessoas a partir dos 60 anos. Nessa fase da vida, é possível que haja outros quadros clínicos, como doenças crônicas e complicadores para a realização da cirurgia.

Com o passar dos anos e a degeneração celular, a tendência é que isso fique cada vez mais intenso. Como não tem caráter de urgência, a cirurgia de catarata fica sendo adiada por causa desses quadros.

Sendo assim, o melhor é operar o quanto antes, já que há menor incidência de doenças e quadros complicadores.

Ao fazer a cirurgia de catarata o quanto antes, você ganha qualidade de vida e segurança. Porém, não deixe de contar com a orientação de um oftalmologista para definir adequadamente qual é o melhor caminho a ser seguido.

Fonte: Ministério da Saúde

Você também poderá está procurando por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *